A maior fonte de ruído da cidade de Lisboa continua a ser o tráfego automóvel nas Grandes Infraestruturas de Transporte Rodoviário (GITr)

A Quercus, no âmbito da 18ª edição da Semana Europeia da Mobilidade e do 20º Dia Europeu sem Carros (22 de Setembro) irá realizar uma campanha de monitorização acústica no perímetro da cidade de Lisboa. É objetivo fazer uma leitura e eventual estimativa sobre a população exposta ao ruído ambiente exterior gerado pelas infraestruturas de transporte rodoviário, ferroviário e aéreo com maior volume de tráfego a nível nacional (denominadas grandes infraestruturas de transporte - GIT).

 

Em Portugal os limites de ruído ambiente existentes para o nível sonoro noturno são Ln ≤ 55 dB(A). De acordo com os últimos dados da Agência Portuguesa do Ambiente, em Lisboa existem cerca de 124.500 pessoas exposta a níveis de ruído acima do limite acústico legal em vigor, e cerca de 6.500 pessoas expostas a níveis de ruído de 10 dB acima do limite acústico legal menos exigente em vigor, ou seja, aproximadamente 6.500 pessoas extremamente expostas ao ruído, como é possível verificar no quadro seguinte, onde consta a distribuição aproximada da exposição da população considerando os diferentes tipos de fonte de ruído (base: https://apambiente.pt/_zdata/DAR/Ruido/SituacaoNacional/DadosPop_expostaNov2017_1.pdf).

 

Captura_de_ecrã_2019-09-10_às_08.52.07.png

 

A análise do quadro anterior permite verificar que o ruído de tráfego rodoviário é na cidade de Lisboa, manifestamente, a fonte de ruído com maior número de pessoas expostas a valores de ruído.

 

No âmbito do dia mundial sem carros (22 de Setembro) que culmina a Semana Europeia da Mobilidade, a Quercus irá apresentar os resultados da análise efetuada às zonas de Lisboa com maior exposição ao ruído de tráfego rodoviário, tentando sensibilizar para necessidade de as entidades direcionarem esforços para diminuir a exposição dos Lisboetas ao ruído de tráfego rodoviário.

 

A relevância e importância que as emissões de ruído e a poluição sonora têm no contexto de repouso e descanso das populações, é de grande importância realizar um trabalho de monitorização capaz de demonstrar o atual panorama da cidade de Lisboa.

 

 

Lisboa,10 de Setembro de 2019

 

A Direção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

 

 

 

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb