Arboricídio em Fafe

Câmara Municipal de Fafe está a proceder ao abate de 37 árvores de grande porte

 

 

As árvores da Avenida da Liberdade já começaram a ser cortadas tendo sido já abatidas pelo menos 12 árvores.

 

A Câmara Municipal alega que as raízes das árvores estão a danificar os passeios e que estes precisam de requalificação.

 

A Quercus repudia esta ação radical de abate de árvores saudáveis na força da sua vida.

 

Seria perfeitamente possível requalificar os passeios sem abater as árvores, bastaria para isso vontade política e procura das melhores soluções técnicas.

 

Existem soluções urbanísticas e arquitetónicas que tornam possível compatibilizar a existência das árvores com outros usos do espaço urbano, nomeadamente com abertura de caldeiras ou alargamento de caldeiras existentes.

 

Quercus apela à suspensão do abate para salvar as árvores que restam.

 

É conhecido o efeito benéfico das “florestas urbanas” e da sua relação com a qualidade de vida, saúde da população e qualidade do ar. Estas árvores em particular têm grande importância paisagística na cidade de Fafe, e também educacional pois estão junto a várias escolas.

 

O que se está a passar em Fafe com o abate destas árvores é um crime ambiental e paisagístico que a Quercus repudia fortemente.

 

image2image8

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Direção da Quercus - ANCN

 

 

 

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb