Foram identificadas 14 espécies, algumas das quais nunca tinham sido registadas na Beira Interior.

Iniciativa inédita em Portugal - Decorreu nos passados dias 18 e 19 de Julho no Rosmaninhal, Concelho de Idanha-a-Nova, o primeiro curso de Observação e Identificação de Odonatos. A iniciativa, organizada pelo núcleo regional da Quercus de Castelo Branco, juntou cerca de duas dezenas de participantes, de 3 nacionalidades e vindos de todo o país. Os insectos desta ordem, comummente conhecidos por libélulas e libelinhas, estão presentes por todo o país sendo conhecidas, até ao momento, 64 espécies em Portugal Continental.

 

Sob a orientação de Sónia Ferreira, investigadora do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO), os participantes aprenderam sobre a ecologia , a encontrar, distinguir e identificar os Odonatos.

 

Novas espécies registadas na Beira Interior

 

Nas saídas de campo realizadas ao longo dos dois dias que durou o curso foi possível recolher e identificar 14 espécies, algumas das quais nunca tinham sido registadas na Beira Interior. Os locais visitados foram o Rio Aravil e diversas barragens na freguesia do Rosmaninhal.

 

Os participantes, que ficaram hospedados na casa da Quercus no Rosmaninhal, contaram ainda com o apoio da Junta de Freguesia daquela localidade que cedeu as instalações da Junta para que ali decorressem as sessões teóricas do curso e o recinto de festas para o jantar do grupo.

 

Dado o enorme sucesso da iniciativa, espera-se a sua repetição no futuro próximo.

 

 

Castelo Branco, 28 de Julho de 2009

 

A Direcção do Núcleo Regional de Castelo Branco da Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

 

 

Share

Quercus TV

 

Espreite também a Quercus TV.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb