• Pesticidas
  • Pesticidas

Agricultura e Pesticidas

AGRICULTURA E PESTICIDAS 

 

A Quercus defende a redução do uso de pesticidas e promove a divulgação de alternativas viáveis. Apresenta-se um relatório com informação abrangente sobre este tema, em particular sobre as alternativas ao uso de herbicidas, produzido pela PAN-Europe, associação europeia da qual a Quercus é membro ativo.

 

 

Métodos Alternativos ao Uso de Herbicidas

 

Embora o uso de pesticidas sintéticos na agricultura possa ter ajudado a aumentar a produção de alimentos, isso não ocorreu sem grandes custos para a saúde humana, o meio ambiente e os recursos naturais. O relatório da ONU 2017 do Relator Especial sobre o direito à alimentação destaca o impacto negativo da utilização de pesticidas sobre os direitos humanos, a saúde humana (trabalhadores, suas famílias, residentes e consumidores) e do ambiente. O relatório também revela que a agricultura intensiva baseada no uso de pesticidas não contribuiu para reduzir a fome no mundo, mas sim ajudou a aumentar o consumo de alimentos e o desperdicio alimentar, especialmente nos países industrializados[1].

 

Os herbicidas têm sido introduzidos na agricultura (e horticultura) principalmente para combater as ervas daninhas que competem com as culturas no consumo de nutrientes e luz solar, resultando numa redução no rendimento das colheitas.

 

Existe a percepção errada e geral de que os herbicidas são seguros para a saúde humana e têm pouco impacto no meio ambiente. Com base neste equívoco, os humanos desenvolveram práticas agrícolas e investiram em desenvolvimento tecnológico que depende completamente do uso de pesticidas e herbicidas.

 

De forma semelhante a outros pesticidas, os ingredientes ativos dos herbicidas são compostos biologicamente ativos projetados para passar através das membranas e se difundir para dentro das células vivas de forma a exercer a ação tóxica desejável. Devido às suas propriedades, quando essas substâncias são usadas em campos abertos, elas também afetam outras espécies de plantas não-alvo na área e nos arredores, e através de uma cascata de interações ecológicas acabam afetando a biodiversidade. Além disso, essas mesmas propriedades possibilitam a interação com células vivas de espécies animais, incluindo seres humanos, e provocando toxicidade.

 

O presente relatório pretende destacar que já temos todas as ferramentas necessárias para começar gradualmente a construir um modelo agrícola livre de pesticidas e mostrar que o controle de ervas daninhas é possível usando outros meios além de herbicidas.

 

Ao integrar as diferentes práticas agrícolas disponíveis (por exemplo, métodos preventivos, agronómicos e mecânicos) com o amplo conhecimento que adquirimos sobre as características biológicas e ecológicas das ervas e culturas de plantas, hoje os agricultores são capazes de superar os principais desafios agrícolas e gerir o crescimento das ervas daninhas com sucesso, mantendo um alto rendimento agrícola, evitando espécies resistentes, protegendo a biodiversidade e a erosão do solo e reduzindo as emissões, entre outros. Este relatório apresenta e discute as diferentes práticas agrícolas alternativas ao uso de herbicidas no controle de ervas daninhas na agricultura que, quando combinadas, resultam num maneio sustentável de toda a cultura.

 

Este relatório mostra que, ao combinar e integrar os diferentes métodos de cultivo disponíveis (por exemplo, métodos preventivos, agronómicos e mecânicos) com o amplo conhecimento adquirido sobre as características biológicas e ecológicas das ervas e culturas vegetais, hoje certos agricultores são capazes de superar grandes desafios agrícolas e gerir o crescimento das ervas daninhas com sucesso, mantendo um alto rendimento agrícola, evitando espécies resistentes, protegendo a biodiversidade e a erosão do solo e reduzindo as emissões de gases com efeito de estufa, entre outros.

 

Muitos agricultores já adotaram, com sucesso, métodos alternativos ao uso de herbicidas.

 

Este trabalho foi realizado em paralelo com o projeto "Filming farmers across European Union on alternatives to herbicides (with specific reference to glyphosate)", ambos apoiados pelos The Greense / EFA da UE.

 

Relatório sobre Alternativas aos Herbicidas

 

 

 

Neste vídeo, cuja produção teve a colaboração da Quercus, agricultores portugueses e de outros países da Europa, falam em primeira mão da sua experiência, porque optaram por alternativas aos e como o fizeram.

 

Vídeo - Testemunhos de agricultores sobre alternativas aos herbicidas

 

Share

Quercus TV

 

Espreite também a Quercus TV.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb